Maldivas

Maldivas

Things to do - general

República das Maldivas (Divehi Rajjeyge Jumhuria, em maldívio) é um país composto por 1.196 ilhas, apenas 203 habitadas, espalhadas pelo Oceano Indíco, a sul da Ásia, sudoeste do Sri Lanka e da Índia. O nome Maldivas deriva de maldwipa que, no idioma malabar, junta mal (mil) com dwipa (ilhas). Este nome faz, pois, todo o sentido.

As Ilhas Maldivas estão agrupadas em 26 atóis que, vistos de cima, são por si só uma visão fenomenal, com os diferentes tons de azul em seu redor. Importa referir que um atol é uma ilha oceânica em forma de anel com estrutura coralínea e de outros invertebrados, constituindo um lagoa no seu interior. Ou seja, teoricamente, as Maldivas teriam apenas 26 ilhas mas como cada uma está parcialmente submersa e tem os seus picos a sair da água, cada um deles é considerado uma ilha.

Geografia das Maldivas

As Maldivas são constituídas por 1196 ilhas de coral agrupadas em 26 atóis. Estes encontram-se espalhados por cerca de 90.000 km², pelo que se considera este país como um dos mais dispersos do mundo. As ilhas situam-se entre as latitudes 1ºS e 8ºN e as longitudes 72ºE e 74ºE. Os atóis são formações de recifes de corais e faixas de areia situados no topo de uma cordilheira submarina de 960 km de comprimento, que se estende de norte para sul. Só no sul é possível atravessar o Índico navegando de forma segura com grandes navios.

A maior ilha das Maldivas é Gan, no Atol Laamu. No Atol Addu, é possível fazer a ligação por uma estrada com 14 km construída sobre o recife nas ilhas mais ocidentais.

O recorde mundial do país com a mais baixa altitude é das Maldivas, já que o seu ponto mais elevado está a 2,3 metros do nível do mar, a altitude média é de 1,5 metros e a maioria do território habitado está apenas a 1 metro de altitude. A capital, Malé, está a 90 centímetros acima do nível do mar e nela vivem 100.000 pessoas.

A capital faz, pois, parte dos 80% do território das Maldivas que se encontra a menos de um metro do nível do mar. Com o aquecimento global e a subida das águas, as Maldivas estão em risco e podem desaparecer completamente nos próximos 100 anos. Não admira, por isso, que este país tenha sido o primeiro a assinar o Protocolo de Quioto, que visa reduzir as emissões de gases para a atmosfera por parte dos países industrializados. Também não surpreende que haja planos do governo das Maldivas para comprar terras em países próximos, como a Índia e o Sri Lanka, para realojar, pelo menos, parte dos 360.000 maldivianos caso sejam forçados a evacuar.

Fauna e Flora nas Maldivas

Com tão pouca terra, a vegetação e a vida selvagem nas Maldivas não poderiam ser muito variadas e abundantes. Mas, debaixo de água, acontece o contrário. Nas águas maldivianas a vida marinha é extremamente rica e as espécies animais têm um alto valor biológico e comercial, sendo a pesca do atum um dos principais recursos das Maldivas. Há mais de 2.000 espécies de peixes e imensos corais. E não precisa procurar muito para os ver. Em qualquer lagoa dum hotel nas Maldivas vai encontrar muitos destes animais marinhos.

Clima nas Maldivas

O clima nestas latitudes é tropical e húmido, com uma precipitação média anual de 2.000 mm.

Para além das questões mais práticas de disponibilidade no emprego, o principal fator a ter em conta é o clima das Maldivas. A nível de temperaturas não há muito a considerar, já que as médias variam muito pouco, entre 24ºC e 33ºC durante todo o ano. Embora a humidade seja relativamente alta, a constante brisa fresca do mar mantém o ar quente em movimento, fazendo com que as Maldivas não tenham o clima tropical quente asfixiante de outros destinos.

Quanto à precipitação, o ano é dividido em duas monções. A primeira (de nordeste) é de Dezembro a Março e é a mais seca. A segunda monção (de sudoeste) é de Maio a Novembro e é considerada a mais húmida, com mais chuva, trovoadas e ventos fortes.Apesar de chover mais na estação húmida, o clima das Maldivas não é de monções extremas e não é provável que mesmo nesta altura haja dias de chuva sem parar. Talvez 30 minutos de chuva torrencial num dia, duas horas noutro e, no máximo, dois dias sem parar.

Afinal, qual é a melhor altura para visitar as Maldivas?

Se a sua disponibilidade para visitar as Maldivas for na época húmida, não deixe de ir pois ainda vai ter muitas horas de sol por dia para desfrutar das praias de areia branca e das águas quentes. Para ter ainda mais sol, a melhor altura para visitar as Maldivas pode então ser a altura de Dezembro a Março/Abril mas esta é a época alta e nos resorts vai haver mais turistas.

No entanto, também não é grave já que cada resort nas Maldivas é exclusivo e não vai haver pessoas locais de férias a encher as praias como em Portugal e no Brasil. Os preços nesta época são apenas um pouco mais altos.

Resumidamente: pode-se viajar para as Maldivas durante todo o ano sem recear enormes diferenças nos preços, lotação dos hotéis ou clima. O importante é ir.

Demografia das Maldivas

Devido à mistura de culturas dos povos que se fixaram nas ilhas Maldivas, é grande a diversidade étnica. Os primeiros colonos vieram do sul da Índia e do Sri Lanka e, ainda hoje, a relação com estes países é extremamente importante.Nos Resorts podemos comprovar isso mesmo, já que a maioria dos funcionários vinha da Índia, desde o empregado de mesa ao informático. Há pouca estratificação social nas Ilhas Maldivas e a classificação não é rígida. Faz-se a partir de fatores como ocupação, riqueza, virtude islâmica e laços familiares. Segundo a tradição, não há o complexo sistema de castas encontrado ainda hoje na Índia. Em vez disso, a distinção é simplesmente entre nobres e pessoas comuns. Os membros da elite social estão concentrados na capital, Malé.Entre 1905 e 1965, a população manteve-se em cerca de 100.000 habitantes. Depois da última data, ou seja, após as Maldivas terem ficado independentes dos Britânicos, a taxa de crescimento aumentou por via das melhorias no setor da saúde. Em 2007, já havia 300.000 habitantes nas Maldivas, a esperança média de vida situava-se nos 72 anos, a mortalidade infantil era de 12 por 1.000 e a alfabetização dos adultos chegou aos 99%.Em abril de 2008, viviam nas Maldivas mais de 70 mil funcionários estrangeiros e havia 33 mil imigrantes ilegais provenientes de países vizinhos como Índia, Sri Lanka, Bangladesh e Nepal.De qualquer forma, o país continua a ser o menos populoso da Ásia e o menos populoso entre os países muçulmanos.

Política nas Maldivas

As Maldivas são uma república presidencialista. O presidente, chefe de estado e governo, é eleito por cinco anos, por voto secreto do parlamento e depois referendado pela população. Pelo menos era assim até à situação da demissão do presidente Mohamed Nasheed, em Fevereiro de 2012. Por alturas da redação deste Guia de Viagem Maldivas, Março de 2012, o presidente em exercício é Mohammed Waheed Hassan.

O poder legislativo é exercido por um parlamento com uma única câmara, a Majlis das Maldivas, composta por 50 membros, 42 eleitos por sufrágio universal e 8 nomeados pelo presidente. A Majlis renova-se a cada 5 anos. Quanto a partidos, até 2005 existia apenas um, o Dhivehi Rayyithunge Party. Nesse ano foram legalizados outros partidos políticos.

A capital das Maldivas é Malé, uma das maiores ilhas do país.

Economia das Maldivas

Durante séculos, a economia das Maldivas dependeu completamente da pesca e de outros produtos provenientes do mar. Ainda hoje a pesca é o setor que emprega a maioria da população.Nos últimos anos, as atividades relacionadas com o turismo têm crescido bastante e o seu desenvolvimento tem vindo a criar empregos e a gerar oportunidades noutras áreas, como na indústria. Atualmente, é a partir do turismo que entra mais moeda estrangeira nas Maldivas, 28% do PIB. Existem mais de 100 centros/resorts turísticos a operar e são recebidos anualmente mais de 500.000 turistas estrangeiros.

Sem terras para cultivar, a maior parte dos alimentos é importada. As Maldivas sofreram enormes problemas económicos depois do tsunami de 2004.

Cultura das Maldivas

A cultura das Maldivas foi, obviamente, influenciada pelos povos vizinhos, como o Sri Lanka, o sul da Índia, o leste de África, a Insulíndia e o Médio Oriente. Também se encontram nas Maldivas características da Arábia e da Indonésia.

Religião nas Maldivas

A religião predominante tem sido o Islão, desde que foi introduzida em 1153. O Islamismo é, pois, a religião oficial das Maldivas, 100% da população é muçulmana e a prática aberta de qualquer outra religião é proibida. Também a constituição segue os preceitos do Islamismo e, segundo esta, ”um não-muçulmano não se pode tornar cidadão”.

Mar, desportos aquáticos – O que fazer nas Maldivas

Mesmo que nunca tenha feito qualquer desporto aquático, não pode deixar de o fazer nas Maldivas. Há atividades que pode fazer na lagoa, em alto mar, com motor, a remo, à vela,… Mas o que fazer se a oferta é tão vasta? É fácil. Experimente tudo ou quase tudo. Compre um pacote de 5/10 atividades ou desportos aquáticos disponíveis em muitos hotéis e divirta-se dentro de água.

  • Banana boat – caí tantas vezes que perdi a conta. É mais divertido se for trocando de lugar com um grupo de amigos que fizer nas Maldivas. Atrás cai-se mais. É o melhor lugar.
  • Fun tube – parecido com o anterior mas numa espécie de câmara de ar em vez de uma “banana”. Caí tantas ou mais vezes naquelas águas escuras e profundas ao largo da lagoa. O coração bateu muito mais depressa.
  • Jet Ski/mota de água – Faz mais barulho mas andar a cem à hora na água da lagoa é de loucos! Não se preocupe, nunca há muita gente a andar de mota de água e o ambiente é quase sempre tranquilo.
  • Catamaran – Fui andar de catamaran com o meu amigo Amir, o funcionário do centro de desportos aquáticos, para o mar alto. Ele deixou-me conduzir o barco. Nem imaginam a velocidade a que aquilo anda e a sensação fantástica que é sentir o vento e os salpicos na cara.
  • Ski aquático, wakeboard – Experimentei o ski aquático com um grupo de amigos e o Amir a pilotar a lancha. Cada um só tinha direito a 2 tentativas, mas o Amir deixou-nos tentar enquanto tivéssemos abdominais para aguentar esperar enquanto a lancha dava a volta depois de mais uma queda. Nas minhas 10 tentativas bati o record mundial: 1,5 segundos em pé!!
  • Snorkeling
  • Water bike / bicicleta aquática
  • Barco com fundo de vidro
  • Windsurf

Excursões – O que fazer nas Maldivas

Snorkeling

O snorkeling é o que pode fazer por sua conta na ilha do seu hotel nas Maldivas, na lagoa ou nos recifes na orla da lagoa. Aqui, refiro-me a lugares especiais (spots) onde só conseguirá chegar de barco. Há excursões diárias desde o resort para spots diferentes. Experimente 3 ou 4 ou repita os melhores. O snorkeling é das melhores experiências que pode ter nas Maldivas. Sem dúvida.

Há corais de todas as cores, peixes de todos os tamanhos e formas extremamente coloridos. Veja os nomes das espécies no seu guia de viagem das Maldivas ou em cartões que pode comprar em Malé ou no hotel e faça um concurso com os seus amigos para ver quem descobre mais peixes diferentes. Nem sequer precisa de mergulhar. Pode, simplesmente, ficar a flutuar à tona de água a ver o que se passa lá em baixo.

Island hopping – Visita a outra(s) ilha(s)

Passear de barco no mar das Maldivas é já em si algo muito interessante porque nos vamos sempre cruzando com outros barcos enquanto passamos por pequenas ilhas. Vá para a frente do barco, sinta o vento quente na cara e tire fotografias.Visita a Himmafushi – esta é uma das ilhas habitadas do atol Kaafu, a que pertence também a ilha resort das Maldivas onde fiquei, Paradise Island. Himmafushi é uma aldeia piscatória como muitas outras nas Maldivas. A ilha é 4/5 vezes maior do que o resort. A vida dos locais é bastante simples. Não há estradas asfaltadas (para quê?) mas há um centro de saúde, telefone, mini-mercados, escolas, um campo de futebol, cemitério e oficinas e lojas de artesanato. O passeio pelas ruas é muito interessante e pode meter conversa com os locais, que são muito simpáticos. Vai encontrar alguns sentados em redes de descanso, nas ruas. As crianças das Maldivas são lindas!Circulando por esta ilha das Maldivas, vai ver peixe a secar ao ar livre. Entre nas oficinas e nas lojas de artesanato e compre uma recordação genuína das Maldivas. A maneira mais fácil de meter conversa é usando o futebol e o nome de jogadores portugueses ou brasileiros. Não se esqueça de regatear os preços.

Passeio de hidroavião

Para fazer o passeio de hidrovião, fui de barco para uma zona do aeroporto das Maldivas reservada a aviões mais pequenos. É claro que já tinha visto algumas ilhas do ar, quando cheguei às Maldivas, mas o hidroavião voa bastante baixo e dá para ver tudo muito mais ao pormenor, assim como tirar fotografias fantásticas.

Escolha um lugar perto da janela e sem que as asas lhe prejudiquem a visão e o ângulo para as fotos. Eu pude ver Malé, imensos barcos e a minha ilha desde os céus.

Passeio de submarino

O Whale Submarine (Submarino Baleia) é suposto ser o maior submarino de passageiros do mundo. Permite-lhe ver o fundo do mar das Maldivas sem se molhar. Também fiz este passeio. Levaram-me de barco até uma plataforma ao largo de Malé, onde estava o submarino. Não tive muita sorte e estava um pouco de mau tempo na ida, o que tornou a viagem uma aventura por si só.

Por causa do tempo, as águas estavam um bocado turvas e a visibilidade não estava óptima. Mas foi o suficiente para ver os recifes de coral duma outra perspetiva e mais umas espécies de peixes. E andei de submarino.

Pesca matinal, à tarde ou noturna

Mesmo que não seja adepto de pescaria, não deixe de experimentar apanhar peixes nas Maldivas. É bastante fácil e, como as águas são transparentes, até os pode ver de volta do anzol.

Big game fishing

E que tal pescar um peixe quase do seu tamanho?

Coktail ao pôr do sol em mar alto

Beber um coktail num barco, ao pôr do sol, nas Maldivas, deve ser a noção de romantismo de muitos casais.

Surf – O que fazer nas Maldivas

As ilhas Maldivas são um dos destinos de sonho para surfistas de todo o mundo. Há imensas empresas especializadas em surf nas Maldivas que vão fazer de tudo para tornar a sua surf trip algo de memorável. Pense bem: temperaturas fantásticas, ondas perfeitas, ambiente descontraído. Tudo isto num paraíso. É melhor ir buscar já a prancha!

País Maldivas
Area 12173
Línguas faladas Maldiviano e Inglés
Moeda Dólar

Sports and nature

Mesmo que nunca tenha feito qualquer desporto aquático, não pode deixar de o fazer nas Maldivas. Há atividades que pode fazer na lagoa, em alto mar, com motor, a remo, à vela,… Mas o que fazer se a oferta é tão vasta? É fácil. Experimente tudo ou quase tudo. Compre um pacote de 5/10 atividades ou desportos aquáticos disponíveis em muitos hotéis e divirta-se dentro de água.

Não existem ofertas de momento.

Não existem ofertas de momento.

Não existem ofertas de momento.